Salmo 150

Louvem a Deus, o SENHOR

Louvai ao SENHOR. Louvai a Deus no seu santuário; louvai-o no firmamento do seu poder.
Louvai-o pelos seus atos poderosos; louvai-o conforme a excelência da sua grandeza.
Louvai-o com o som de trombeta; louvai-o com o saltério e a harpa.
Louvai-o com o tamborim e a dança, louvai-o com instrumentos de cordas e com órgãos.
Louvai-o com os címbalos sonoros; louvai-o com címbalos altissonantes.
Tudo quanto tem fôlego louve ao Senhor. Louvai ao Senhor.
Salmos 150:1-6

150.1-6 Aleluia! Louvai a Deus. Estritamente falando, Deus em sua perfeição não “precisa” de nosso louvor ou de nossa gratidão. Ele não é um rei vaidoso que precise estar sempre ouvindo elogios e glorificações de seus súditos. Então, por que louvá-lo como convida o salmista? Porque o louvor expressa nosso amor e nos faz lembrar e reconhecer o quanto somos dependentes do Pai e o quanto ele tem cuidado de nós. Isso enche de alegria nossos corações e nos aproxima do Criador, fazendo com que reencontremos nosso verdadeiro lugar no universo.
150.6 Todos os seres vivos, louvem. Louvor a Deus é algo intimamente ligado à vida (veja também Sl 115.17-18; 146.1-4, notas). Os seres inanimados, as máquinas e outros engenhos produzidos pelo homem não louvam a Deus. O doador da vida, o mesmo que nos salva para a vida eterna, merece ser louvado para sempre, por toda esta vida e na eternidade.

Deixe uma resposta