Salmo 141

Oração da tarde
Salmo de Davi.

SENHOR, a ti clamo, escuta-me; inclina os teus ouvidos à minha voz, quando a ti clamar.
Suba a minha oração perante a tua face como incenso, e as minhas mãos levantadas sejam como o sacrifício da tarde.
Põe, ó Senhor, uma guarda à minha boca; guarda a porta dos meus lábios.
Não inclines o meu coração a coisas más, a praticar obras más, com aqueles que praticam a iniqüidade; e não coma das suas delícias.
Fira-me o justo, será isso uma benignidade; e repreenda-me, será um excelente óleo, que não me quebrará a cabeça; pois a minha oração também ainda continuará nas suas próprias calamidades.
Quando os seus juízes forem derrubados pelos lados da rocha, ouvirão as minhas palavras, pois são agradáveis.
Os nossos ossos são espalhados à boca da sepultura como se alguém fendera e partira lenha na terra.
Mas os meus olhos te contemplam, ó DEUS o Senhor; em ti confio; não desnudes a minha alma.
Guarda-me dos laços que me armaram; e dos laços corrediços dos que praticam a iniqüidade.
Caiam os ímpios nas suas próprias redes, até que eu tenha escapado inteiramente.
Salmos 141:1-10

141.1-10 não permitas que o meu coração deseje fazer o mal. O tema central deste salmo é “como manter a integridade”. Ele é uma oração em que o salmista pede força e perseverança em meio a dificuldades, adversidades e tentações, vindas de dentro e de fora. De fora são os perversos (v. 4), os maus (v. 10). De dentro são sua boca (v. 3) e seu coração (v. 4), que podem deixar-se seduzir pelo mal. Quando o coração do crente é tentado a renunciar a seus valores éticos e a seus princípios morais, ele está em grave perigo: está exposto a armadilhas e redes colocadas pelo inimigo (vs. 9-10). Por isso o clamor intenso do salmista (v. 1). Veja também o quadro “Exercícios de oração nos Salmos” (Sl 23).
141.5 que uma pessoa direita me repreenda. Um dos recursos providos por Deus para socorrer a seus filhos quando são tentados ou seduzidos pelo mal é o conselho e a repreensão das pessoas de bem (v. 5). E acima de todo recurso humano está o próprio Senhor Deus (v. 8) em quem confiamos, que nos escuta, nos protege e nos livra da morte.
141.8 continuo confiando em ti. O Senhor não nos desampara, e quer que confiemos nele em todos os momentos. Mantenhamos os olhos fitos em Deus e não nos problemas.

Deixe uma resposta