O que significa a Cruz de São Damião ou Cruz de São Francisco de Assis?

“Francisco, vai e reconstrói a minha Igreja que está em ruínas”.

Assis, durante uma oração diante do crucifixo da pequena capela de São Damião. Esse foi um dos marcos da conversão daquele que seria conhecido como o “Pobrezinho de Assis”.

Certa feita São Francisco entrou para orar na igreja de São Damião, fora das portas da cidade, e ali, diz a tradição, ele ouviu pela primeira vez a voz de Cristo, que lhe falou de um crucifixo. A voz chamou a sua atenção para o estado de ruína de sua Igreja, e instou para que Francisco a reconstruísse. Imediatamente voltou para sua casa, recolheu diversos tecidos caros da loja de seu pai e os vendeu a baixo preço no mercado da cidade, e voltou para a igreja onde tivera sua revelação doando o dinheiro para o padre, a fim de que ele restaurasse o prédio

Essas palavras foram ditas por Nosso Senhor Jesus Cristo a São Francisco de decadente.

Francisco, tomando ao pé da letra o que o crucifixo de São Damião ordenara, iniciou sua nova vida como pedreiro, ajudando a reconstruir diversas igrejas nos arredores de Assis – esta de São Damião, a de São Pedro e a da Porciúncula, que segundo São Boaventura era a que ele mais amava. Nela descobriu, em 1208 ou 1209, na leitura de uma passagem do evangelho de Mateus, as linhas gerais que orientaram sua vocação:

“Ide, disse o Salvador, e proclamai em todas as partes que o Reino do Céu está aberto. Vós recebestes gratuitamente; dai sem receber pagamento. Não leveis nem ouro, nem prata nem cobre em vossos cintos, nem um alforje, nem uma segunda túnica, nem sandálias, nem o cajado de viajante, pois o trabalhador merece ser sustentado. Em qualquer vila em que entrardes procurai alguma pessoa digna, e hospedai-vos com ela até partirdes. E quando entrardes em uma casa, saudai-a; se a casa for digna, desça sobre ela a vossa paz; mas, se não for digna, torne para vós a vossa paz.

cruz_damiao

Dessa forma, de devoto passou a ser missionário, e começou a pregação da palavra divina.

A Cruz de São Damião, também conhecida como Cruz de São Francisco de Assis, é obra de um anônimo artista italiano do século XII. O crucifixo permaneceu na Igreja de São Damião até que as Irmãs Clarissas, após a morte de sua fundadora, o levaram para a atual Basílica de Santa Clara de Assis. Lá se encontra até os dias de hoje e é visitado por peregrinos e fiéis de todo o mundo.

A Cruz de São Damião contém elementos e figuras com profundos ensinamentos teológicos e evangélicos. Tudo nela contém um grande simbolismo.

O que mais chama atenção em todo o conjunto é a figura de Jesus Cristo com os grandes olhos abertos. Nosso Senhor ainda está vivo e do alto da cruz olha para nós, com amor e misericórdia infinitos.

Em todo o corpo de Jesus há muito pouco sangue, que brota apenas das chagas das mãos e dos pés.

O sangue de Cristo é derramado, sempre de maneira bonita e elegante, formando figuras parecidas com rosas e flores, sobre os anjos e homens, para nos salvar.

a Cruz de São Damião ou Cruz de São Francisco de Assis

Acima do crucifixo está representada a Ascensão: Jesus saindo de um círculo vermelho, levando uma cruz de ouro na mão esquerda e apontando o céu com a direita. Os anjos estão felizes ao seu redor e, no alto, vemos apenas a mão direita de Deus Pai abençoado.

Nos flancos de Jesus há cinco figuras grandes e duas pequenas. À esquerda estão Nossa Senhora e São João Evangelista e à direita Santa Maria Madalena e Maria Cléofas, simbolizando todas as santas mulheres que não arredaram os pés da Cruz. Há ainda um outro personagem sem auréola que acredita-se ser o centurião romano que comandou a crucifixão e que mostra três dedos indicando a sua conversão e crença na Trindade Santíssima.

As figuras pequenas parecem representar, a da esquerda, São Longino, o soldado  romano que transpassou o Coração de Jesus com a lança e que depois se converteu e, a da direita, um sumo sacerdote em atitude provocativa.

Aos pés do Senhor há várias figuras que o tempo apagou, mas podemos reconhecer entre elas São Pedro, com a chave do papado na mão, e ao seu lado, São Paulo, o Apóstolo dos Gentios.

Como se vê, a Cruz de São Damião, ou de São Francisco, é belíssima e contém preciosos ensinamentos teológicos e evangélicos. Bem podemos imaginar São Francisco rezando diante desta cruz e atendendo ao chamado de “reconstruir a Igreja”.

“Reconstruir a Igreja” significa também atuar para ampliá-la, engrandecê-la, fazer apostolado, dar testemunho cristão e evangelizar.

Fonte Internet: http://juventudedefe.blogspot.com.br/2011/05/cruz-de-sao-damiao-e-de-sao-francisco.html

Deixe uma resposta