Seu olhar

Seu olhar acende o meu

Me entra sem pedir licença

É brasa da minha lareira

É castigo e recompensa

Seu olhar me abraça forte

Me prende sem processo e sentença

 

Me entrego e sigo sem volta

Tudo o mais é indiferença

Seu olhar me beija e arrepia

 

A vida fica suspensa

Eu me deixo inundar

Do olhar da tua presença

 

Mônica Raouf El bayeh

Deixe uma resposta